• Eraldo Pieroni

Da Penitência ao Paraíso - Mentalidade na Idade Média

Este post diz respeito à Mentalidade na Alta Idade Média - 476 a 1000 depois de Cristo. Da queda do Império Romano do Ocidente ao final do Século X, quando se inicia a Revolução Comercial e Urbana, estimulada pelas Cruzadas.


Monty Python - Em Busca do Cálice Sagrado - 1975


Se Você clicar sobre a Ilustração acima, entrará direto no meu Canal Youtube e assistirá à esta magnifica Comédia do Grupo Cômico Inglês, que retrata corretamente a Mentalidade da Alta Idade Média.


Naquela época, a Mentalidade dos Europeus estava presa aos dogmas da Igreja Católica, que se expandia pela Europa.


O Papa era o homem mais importante, por ser o elo entre Deus e a Humanidade.

As ordens católicas, com seus mosteiros e conventos, controlavam as ações humanas.


A Europa vivia presa numa mentalidade Escatológica: Você vivia para salvar sua alma do Purgatório (veja meu outro post neste blog), para poder ir direto ao Paraíso.


A tua vida estava dentro de tua reforma íntima, de forma subjetiva, porém, controlada por quem estava ao teu redor. Qualquer descuido, será julgado como bruxa, feiticeiro, herege.


Poderá arder na fogueira até a morte.




Os servos e aldeões viviam dentro dos Feudos: Propriedades rurais que pertenciam aos Nobres.

Cada Nobre era um Cavaleiro que prestou juramento de fidelidade ao Rei; prometendo em troca da Posse de terra, proteger todos os camponeses e aldeões de ataques inimigos, garantir a produção agropecuária e servir ao rei com seus soldados em caso de Guerra contra o Reino.





Os Nobres, como Vassalos, são Súditos do Rei.

Os Camponeses e Aldeões, são súditos e vassalos dos Nobres.


O Rei sozinho NÃO tem poder e nem Exército para Defender Seu Reino.


A Igreja Católica, com sede no Vaticano, em Roma, ungia cada Rei com Água Benta. Assim, todo Rei tinha uma COMUNHÃO COM A IGREJA CATÓLICA.


Como vimos no post sobre Henrique VIII, ser excomungado pelo Papa era perder a Comunhão com Cristo. O Rei e todo o seu reino virava pagão, sem proteção de Deus.


Assim, a Vida na Alta Idade Média estava em ir para a Igreja e pedir perdão pelos seus pecados, pagar penitência e entregar seus vizinhos antipáticos como hereges para a Igreja.


Como distração pública, veria seu vizinho arder em chamas.


A Igreja, como prédio "público", privava a liberdade das pessoas: Era como o Útero Feminino, da Mãe. Protege o Rebento do Mundo lá Fora. O Mundo do Pecado. O Mundo que Pode levar seus filhos à Perdição.


A Mãe teme que seus filhos casem-se com mulheres que lhe são diferentes em princípios e pudor.


Para isto indico o que escrevi em blog, em Podcast e o que montei em vídeos:

A Criação do Purgatório

A Dúvida de Adão

Nos Caminhos da Peste Negra

Henrique VIII - A Reforma Anglicana

Site Podcast Prof.Eraldo

Livros de Eraldo Pieroni Publicados


Podcast sobre o Tema Acima Abordado


Muito Obrigado.

Curtam e Compartilhem

Eraldo Pieroni

2 visualizações
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now